Metade dos casos de Covid-19 em cidade do interior de São Paulo são de pessoas até 29 anos, aponta estudo do Butantan
Publicado em: 30/06/2021

A segunda fase do inquérito domiciliar que o Instituto Butantan está realizando em Batatais, no interior de São Paulo, para identificar a incidência do vírus SARS-CoV-2 revelou que 50% das pessoas testadas que apresentaram diagnóstico positivo têm até 29 anos. Além disso, a maioria é do sexo feminino (60%), estava sem sintomas no momento do teste (70%), ainda não havia tomado nenhuma dose da vacina (60%) e não tinha viajado recentemente (80%).

Esses e outros dados estão no relatório da segunda fase do inquérito domiciliar de Batatais, conduzido entre 10 e 12/6, na 23ª semana epidemiológica. A pesquisa faz parte do projeto Isolamento Inteligente, realizado pelo Butantan em parceria com a Prefeitura Municipal de Batatais e a Prefeitura Municipal de Taquaritinga.

As duas cidades foram divididas em 11 regiões e, em cada região, 32 residências são sorteadas e visitadas por dois agentes de saúde. Todos os moradores da casa, sem limite de idade, podem fazer o teste para detectar a presença do novo coronavírus. A cada 15 dias, um novo sorteio é realizado e novas casas são visitadas, em uma rotina que se repetirá por três meses.

Na segunda fase de Batatais, os agentes de saúde testaram 941 pessoas em 342 domicílios. A incidência do vírus foi de 1,06%. Ao se projetar a presença de Covid-19 na população total do município (63 mil habitantes), estima-se que haja 667 pessoas infectadas. É uma diminuição na comparação com a primeira fase do inquérito (29 a 31/5), quando a projeção foi de 1.171 moradores. Segundo os pesquisadores do Butantan, porém, é preciso aguardar a continuidade do estudo para tirar qualquer conclusão.

Saiba mais sobre as conclusões do relatório da primeira fase do inquérito domiciliar de Batatais

O inquérito domiciliar do Isolamento Inteligente é do tipo seriado e tem como objetivo estimar a prevalência do vírus em uma população por meio da identificação e acompanhamento dos casos positivos, monitoramento de quem teve contato com eles via contact tracing e avaliação dos dados secundários dos óbitos causados por SARS-CoV-2.

Também faz parte da iniciativa a aplicação de uma estratégia de combate à pandemia a partir do isolamento de quem estiver com diagnóstico confirmado de Covid-19. A população de Batatais e Taquaritinga está sendo incentivada a baixar o aplicativo Tainá/GHM e realizar diariamente uma autoavaliação de possíveis sintomas. Se a autoavaliação apontar que o morador pode estar com a doença, ele será orientado a se dirigir a uma UBS e fazer um exame de detecção de Covid-19. O laudo será enviado pelo aplicativo Tainá/GHM; se der positivo para Covid-19, o morador deve se isolar e ficar em casa.

 

A foto desta matéria é cortesia da Prefeitura Municipal de Batatais.