Butantan começará estudo clínico de nova versão da CoronaVac contra ômicron em abril, diz Dimas Covas

Versão 3.0 do imunizante será inicialmente produzida em Hong Kong e estudo terá apoio do instituto no Brasil


Publicado em: 16/02/2022

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou nesta quarta (16) a produção de uma versão da CoronaVac contra a variante ômicron, que está sendo desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e cujos estudos clínicos devem começar no Brasil em abril deste ano. 

De acordo com Dimas, o imunizante começará a ser desenvolvido em Hong Kong, na China, ainda em fevereiro, e em março o instituto receberá uma comitiva da Sinovac para começar os estudos clínicos em território nacional.

“A nossa parceira Sinovac anunciou o desenvolvimento da vacina contra ômicron, que deve entrar em estudos clínicos ainda esse mês em Hong Kong. Agora em março devemos receber mais uma missão chinesa que virá começar a discussão com a Anvisa para fazer o planejamento do estudo no Brasil”, disse Dimas durante a coletiva de imprensa no Palácio do Governo de São Paulo. “Em abril, é possível que já tenhamos definido esse estudo clínico”, reiterou.

Segundo o presidente do Butantan, o imunizante será uma versão atualizada da CoronaVac, a vacina contra Covid-19 feita pelo instituto em parceria com a farmacêutica chinesa.

“Já estamos trabalhando na versão 3.0 que possa incluir na mesma vacina a variante ômicron, uma versão bivalente que será um grande avanço em relação a essa tecnologia”, completou Dimas.