Portal do Butantan

O que é a Chikungunya?


É uma infecção causada pelo vírus chikungunya, transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti. O vírus acessa a corrente sanguínea e se multiplica afetando a membrana das articulações. Os sintomas, geralmente, aparecem após uma semana da picada do mosquito e podem durar meses, em casos mais graves.


Sintomas

  • Febre alta
  • Dores intensas nas mãos, dedos, tornozelos e pulsos
  • Dor de cabeça e nos músculos
  • Manchas avermelhadas na pele

Qual a importância de uma vacina contra a chikungunya?


O combate ao mosquito Aedes aegypti deve ser constante. É importante evitar deixar água limpa parada, pois é onde a fêmea deposita os ovos e, assim, multiplica a espécie. A circulação do vírus foi identificada no Brasil pela primeira vez em 2014.

  • Vírus presente em mais de 100 países
  • Houve 57.785 casos prováveis de chikungunya entre janeiro e maio de 2022
  • 30% das pessoas infectadas não apresentam sintomas
  • A doença pode ser mortal, especialmente em pessoas com outras comorbidades
  • Pode deixar sequelas graves
sobre a vacina, imagem da bula

Sobre a vacina

A vacina de vírus atenuado vivo chikungunya está em desenvolvimento pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Valneva Áustria GmbH e, atualmente, encontra-se na fase 3 dos ensaios clínicos.

A vacina é feita com a tecnologia de vírus atenuado. Por estarem enfraquecidos, esses vírus induzem a produção de anticorpos sem causar a doença e com poucas reações adversas.

O Estudo

O ensaio clínico está em andamento em sete centros de pesquisa de diferentes estados brasileiros, que são áreas endêmicas para a chikungunya.
  • Fases 1 e 2 do ensaio clínico: iniciada em março de 2018 nos Estados Unidos com 120 voluntários saudáveis do sexo masculino e feminino com idade entre 18 e 45 anos que não foram infectados naturalmente pelo vírus chikungunya.

    Após 14 dias da aplicação da dose única, houve 100% de soroconversão nos 120 voluntários, e os anticorpos foram mantidos mesmo depois de um ano.

    Não foi registrado nenhum evento adverso grave.
  • Fase 3 do ensaio clínico: iniciada em setembro de 2020 com 4.115 adultos maiores de 18 anos em 44 locais dos Estados Unidos.

    Após 28 dias da aplicação da dose única, houve 98,5% de soroconversão em adultos e idosos.

    Os eventos adversos, em sua maioria, foram leves e moderados.

  • Fase 3 do ensaio clínico no Brasil: estudo multicêntrico, randomizado, controlado e duplo-cego, iniciado em janeiro de 2022 com a duração de 15 meses. O objetivo é avaliar a segurança e imunogenicidade da vacina em 750 adolescentes de 12 a 17 anos.