Colômbia tem menos de 0,1% de taxa de mortalidade na população imunizada com a CoronaVac
Publicado em: 12/07/2021

O Ministério da Saúde da Colômbia divulgou que a taxa de óbitos de colombianos que completaram o esquema vacinal contra a Covid-19 é de menos de 0,1%. O levantamento foi feito com pessoas que tomaram as duas doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pela biofarmacêutica Sinovac e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, e de outro imunizante em aplicação no país.

Entre os maiores de 80 anos que tomaram as duas doses, foi registrada uma taxa de óbito de 0,082%. Também foram analisados os óbitos entre pessoas de 70 a 79 anos, registrados em apenas 0,033% dos vacinados.

Dos cidadãos entre 60 a 69 anos, faleceram 0,03% dos que receberam a CoronaVac. No grupo de pessoas entre 50 e 59 anos, não houve falecimento relacionado à infecção por SARS-CoV-2 em vacinados com o imunizante da Sinovac.

Segundo o relatório, que reúne dados até 14/6, não há incidência significativa de mortes entre os colombianos que receberam as primeiras vacinas que chegaram ao país em fevereiro - dando início ao Plano Nacional de Vacinação -, entre elas a da Sinovac. O gráfico divulgado também mostra que nenhum cidadão entre 20 e 49 anos que recebeu duas doses de vacina contra o novo coronavírus morreu após ser imunizado.

Ainda de acordo com informações do Ministério da Saúde da Colômbia, 8.072.609 cidadãos completaram o esquema de vacinação no país até 11/7. A população total do país é estimada em 50,34 milhões.