Estudo preliminar indica eficácia de 98% da CoronaVac na prevenção de mortes por Covid-19


Publicado em: 12/05/2021

Nesta terça-feira (11), a agência de notícias Bloomberg divulgou um estudo preliminar conduzido na Indonésia que mostrou que a CoronaVac teve eficácia de 98% na prevenção de mortes e de 96% para evitar hospitalizações. As informações foram divulgadas por um oficial do Ministério da Saúde do país em coletiva de imprensa.

A pesquisa analisou dados de 128.290 profissionais da área da saúde que receberam o imunizante, desenvolvido pela biofarmacêutica chinesa Sinovac, entre janeiro e março deste ano na capital do país. Foram comparadas pessoas vacinadas com pessoas não vacinadas. O estudo também apontou que a vacina ainda preveniu a infecção sintomática em 94% dos profissionais de saúde pesquisados.

Anteriormente, o ministro da saúde da Indonésia havia revelado em entrevista à Bloomberg uma versão menor do estudo, envolvendo 25.374 pessoas. Nele, foi identificada a mesma eficácia nos números de infecção sintomática e hospitalização, além de 100% de proteção contra mortes. Os dados sinalizam que a CoronaVac tem uma eficácia ainda maior do que a verificada nas fases de testes.

No Brasil, a CoronaVac é desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a Sinovac. Até o momento, já foram entregues 46,112 milhões de doses da vacina ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.