Comitiva do Karolinska Institutet, da Suécia, faz 1ª visita institucional ao Butantan
Publicado em: 19/12/2019

Uma comitiva sueca do Karolinska Institutet, uma das mais importantes faculdades de medicina da Europa (onde, inclusive, são escolhidos os ganhadores do Nobel de Medicina, o prêmio mais renomado da área), realizou pela 1ª vez uma visita institucional ao Butantan na última sexta (13). Organizada pelo diretor de Estratégia Institucional do Butantan, Raul Machado Neto, a iniciativa também promoveu um workshop na Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), no dia anterior, e faz parte de uma estratégia, apoiada pelo governo sueco, de aproximar instituições dos dois países para projetos de cooperação especialmente nas áreas de pesquisa e inovação.

Visita ao Butantan 

A visita ao Butantan aconteceu no final da manhã e durou cerca de duas horas, tempo no qual dentre outras coisas, os quatro membros da comitiva puderam ser apresentados ao parque com cerca de 80 hectares de Mata Atlântica preservada, à área externa do complexo fabril (onde foram fabricadas as 65 milhões de doses da vacina de Influenza fornecidas ao Ministério da Saúde este ano para a campanha de imunização contra a gripe) e aos museus, além de terem tido a oportunidade de participar da atividade Mão na Cobra, que permite aos visitantes tocarem e segurarem serpentes de espécies não venenosas.

A visita foi guiada pessoalmente pelo diretor do instituto, Dimas Tadeu Covas, por Raul Machado Neto, por Astrid Meira, gestora de Relações Internacionais, por Paul Edward Platt, assistente executivo associado, e por Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, pesquisadora responsável pela coordenação do Centd (Centro de Excelência para Descoberta de Alvos Moleculares), laboratório que também recebeu a visita dos suecos.

Segundo informações de Raul Machado Neto, a comitiva ficou “muito bem impressionada” com o Butantan por ser uma instituição com a singularidade de reunir em uma única estrutura projetos de educação, cultura, pesquisa e produção. A partir destas ações, ficou acordado que no ano que vem, em meados de abril, uma comitiva do Butantan retribuirá a visita, indo à Suécia, com o Karolinska Institutet fazendo o papel de anfitrião e intermediando a apresentação do IB a outras entidades suecas.

Workshop na Fapesp

No dia anterior, na Fapesp, o grupo havia participado de um Workshop sobre oportunidades de colaboração estratégica e inovação, atividade da qual também participaram Covas, Machado Neto e Ana Marisa Chudzinski, representando o Butantan. Um novo grupo de Alto Nível da área de Life Science deverá fomentar outros trabalhos semelhantes.

Fundado em 1810, o instituto sueco tem sua sede na comuna de Solna, próxima à capital Estocolmo. Associada ao Hospital Universitário Karolinska, a entidade responde hoje por cerca de 40% das pesquisas médicas acadêmicas feitas na Suécia.

(por Adriana Matiuzo)