China já imunizou mais de 90% dos maiores de 12 anos; vacinas de vírus inativado como CoronaVac predominam

.


Publicado em: 08/12/2021

Em pouco mais de um ano, a China já imunizou mais de 90% de sua população com mais de 12 anos, com predominância do uso de vacina de vírus inativado como a CoronaVac. A informação foi dada pelo biólogo de sistemas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, Zhijie An, durante o segundo dia do CoronaVac Symposium, organizado pelo Instituto Butantan e Sinovac. 

Neste período, já foram 2,5 bilhões de doses administradas no país. Desse total, 1,1 bilhão de pessoas foram completamente vacinadas com as duas doses e 1,2 bilhão de pessoas receberam ao menos uma dose, o que representa 85% da população chinesa. Agora, o foco do governo chinês é intensificar o programa de vacinação em crianças de três a 11 anos e aplicar o reforço vacinal.

 

“Estamos começando a aplicar a dose de reforço para boa parte da população. Três meses após a aplicação da segunda dose, as pessoas já podem tomar a terceira para aumentar a eficácia”, disse Zhijie. 

O biólogo comentou sobre um estudo realizado na cidade de Jiangsu, que sofreu um surto da variante delta do novo coronavírus em julho deste ano. O objetivo da pesquisa era avaliar se a vacina com vírus inativado poderia prevenir sintomas graves da doença.

Os resultados mostraram que as pessoas com as duas doses da vacina com vírus inativado têm uma redução de 88% nas chances de que a doença evolua de estado leve para grave. De acordo com o pesquisador, o resultado demonstra que tomar as duas doses é importante para evitar consequências piores da Covid-19. Participaram do estudo 476 pacientes com mais de 18 anos isolados no hospital.

 

Consulte a programação do segundo dia do CoronaVac Symposium

Inscreva-se e participe 

Saiba mais sobre o evento