Conep aprova realização da terceira fase de ensaios clínicos de vacina contra Covid-19
Publicado em: 09/07/2020

09/07/2020 - O estudo patrocinado pelo Instituto Butantan recebeu nesta quarta-feira (08) a aprovação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) para a realização da terceira fase de ensaios clínicos da vacina contra o coronavírus, que é desenvolvida em parceria com farmacêutica chinesa Sinovac Life Science, parte do grupo SinovacBiotech. Na última sexta-feira (03), o Butantan já havia recebido também a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

A avaliação da Conep era o último requisito necessário para validar o estudo que irá comprovar a segurança e a eficácia da vacina. A Comissão atendeu prontamente a solicitação do Instituto, em conformidade com a manifestação prévia de priorizar a apreciação dos projetos relacionados à Covid-19.

 

Os testes serão realizados em voluntários profissionais de saúde que estejam atuando no atendimento a pacientes com Covid-19. As inscrições começam a partir da próxima semana e o processo de testagem será iniciado em 20 de julho. Os participantes não podem ter sofrido infecção provocada pelo coronavírus, não devem participar de outros estudos e mulheres não podem estar grávidas ou planejarem uma gravidez nos próximos três meses. Outra restrição é que não tenham doenças instáveis ou que precisem de medicações que alterem a resposta imune.

Doze centros de pesquisas de seis unidades federativas serão responsáveis pelo recrutamento e monitoramento dos participantes. O primeiro centro a iniciar os testes será o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Os demais centros iniciarão quando obtiveram as aprovações locais. Na capital paulista também foram selecionados como centros de pesquisa o Instituto de Infectologia Emílio Ribas e o Hospital Israelita Albert Einstein. Ainda no Estado de São Paulo, participarão a Universidade Municipal de São Caetano do Sul, o Hospital das Clínicas da Unicamp (Campinas), a Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.

As pesquisas serão realizadas, ainda, na Universidade de Brasília (UnB); no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro; no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da Universidade Federal de Minas Gerais; no Hospital São Lucas da PUC do Rio Grande do Sul e no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

 

 

(da equipe de comunicação do Butantan) 

 

Texto editável aqui, clique aqui para preencher