Médicos e comunicadores debatem vitórias e desafios da vacinação na última mesa redonda do CoronaVac Symposium

.


Publicado em: 09/12/2021

A última mesa redonda do CoronaVac Symposium repercutiu os principais temas apresentados no evento internacional online, realizado de 7 a 9/12, e trouxe discussões sobre os próximos passos no combate à pandemia no Brasil e no mundo. O debate foi realizado nesta quarta (9), após o encerramento do encontro científico.

O debate contou com a presença do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas; do médico e ex-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Gonzalo Vecina Neto; do comentarista da TV Cultura e apresentador Marcelo Tas; e da médica e comunicadora Thelma Assis. 

Os participantes comentaram sobre os rumos da imunização contra a Covid-19, o combate ao negacionismo, a necessidade do passaporte de vacinação, a proteção das crianças e os pontos críticos da pandemia.

A médica Telma Assis frisou que “’a ciência não pode ser conivente com o negacionismo”. Gonzalo Vecina ressaltou que muitas vidas poderiam ter sido salvas e, sem a cobertura vacinal, o mundo não vai se livrar da pandemia. Dimas agradeceu à participação dos palestrantes e à organização do evento, que levou informação a pessoas de vários países. 

Na avaliação de Marcelo Tas, as pessoas ainda não estão preparadas para um cenário em que um grande fluxo de informações sobre um assunto específico se espalha pela internet de forma acelerada em um curto período, o que favorece o surgimento de fake news. Em sua opinião, a desinformação causou tanto mal quanto o vírus. “A informação de qualidade sofre mais, temos que lutar para transformar essa realidade”.

A empresária Luiza Trajano também participou deixando seu comentário gravado. Confira no vídeo abaixo.