Em uma semana, mais 3,2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 são entregues ao Ministério da Saúde


Publicado em: 24/03/2021

Entre os dias 22 e 24 de março, mais duas remessas da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Butantan foram encaminhadas ao Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde. Esse total é a soma do envio de 1 milhão de doses, feito no dia 22, segunda, e do envio de mais 3,2 milhões de doses realizado no dia 23, quarta.

As liberações de ambos carregamentos foram acompanhadas pelo governador de São Paulo, João Doria, pelo secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, e pelo diretor-presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas.

Com isso, o total de vacinas do Butantan contra a Covid-19 encaminhadas aos estados para distribuição gratuita à população chega a 27,8 milhões. Em janeiro, foram despachadas 8,7 milhões de doses; em fevereiro, 4,8 milhões; e em março, até agora, 14,3 milhões.

Os carregamentos desta semana permitem ao Instituto manter sua programação de completar o envio de 46 milhões de doses, que são objeto do primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde, até o final de abril.

“Semana que vem entregaremos mais 8,4 milhões de doses, 6 milhões na segunda e 2,4 milhões na quarta. Com isso, vamos completar 36,2 milhões de doses de vacinas entregues em menos de três meses. Faltarão em torno de 10 milhões de doses para completar o contrato, que pretendemos integralizar nos primeiros dias de abril”, explicou Dimas Covas em coletiva de imprensa.

Após essas entregas, será iniciada a produção de outras 54 milhões de doses da vacina, solicitadas pelo Ministério da Saúde em um segundo contrato, e que deverão ser liberadas até o final de agosto. Também está prevista a fabricação de mais 30 milhões de doses, conforme um terceiro contrato. Dessa forma, o Butantan deve fornecer ao PNI 130 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. Além disso, o governo do estado de São Paulo encomendou ao Instituto outras 20 milhões de doses.

 

Entregas da vacina do Butantan ao Ministério da Saúde até 24/3:

17/1 – 6 milhões

22/1 – 900 mil

29/1 – 1,8 milhão

5/2 – 1,1 milhão

23/2 – 1,2 milhão

24/2 – 900 mil

25/2 – 453 mil

26/2 – 600 mil

28/2 – 600 mil

3/3 – 900 mil

8/3 – 1,7 milhão

10/3 – 1,2 milhão

15/3 – 3,3 milhões

17/3 – 2 milhões

19/3 – 2 milhões

22/03 – 1 milhão

24/03 – 2,2 milhões

TOTAL: 27,8 milhões