Butantan: há 120 anos produzindo soros antiofídicos
Publicado em: 22/01/2021

Criado inicialmente para produzir o soro antipestoso, desde o início o Instituto Butantan se destaca pela atuação no campo do ofidismo (estudo do veneno das serpentes), marca determinada pela presença de Vital Brazil.

Apenas quatro meses depois de sua fundação oficial, o Instituto Butantan começou a produzir um dos seus produtos mais antigos: os soros antiofídicos. Esses soros se destinam ao tratamento de vítimas de acidentes com serpentes. Um dos primeiros soros a ser produzido nessa linha foi o soro anticrotálico, para tratar os acidentados por cascavéis, e, em seguida, o soro antibotrópico, relacionado a acidentes com jararacas.

A partir de 1902, o Instituto passou a fornecer os soros aos órgãos do Serviço Sanitário Paulista, bem como aos proprietários agrícolas e clínicos da capital, de cidades do interior e de outras regiões do país.

Em 1921, no seu livro “Defesa Contra o Ophidismo", publicado internacionalmente, Vital apresentou uma das maiores contribuições para a ciência mundial: a comprovação da especificidade de soros antiofídicos, ou seja, a necessidade de haver um soro específico para cada tipo de veneno.

Atualmente, o Instituto continua sendo reconhecido em todo o país por sua atuação na produção de soros antiofídicos, sendo referência nacional no tratamento para acidentes com todos os tipos de serpentes. Vale mencionar que é recomendado o tratamento com soro antiofídico mediante orientação, mesmo que não se tenha conhecimento do tipo da cobra.

Para saber mais, o Instituto Butantan disponibiliza gratuitamente um conteúdo sobre soros e vacinas. Para acessar, clique aqui.