Portal do Butantan

ENTRE ASPAS
As vacinas foram muito importantes e cumpriram seu papel em reduzir a mortalidade e os casos graves da Covid-19. Sem elas, nós teríamos hoje três vezes mais mortes do que tivemos.
Edison Durigon
virologista e professor da USP, responsável por isolar a primeira amostra de coronavírus no Brasil

VOCÊ SABIA?
Você sabia que a CoronaVac, vacina do Butantan contra a Covid-19, é a vacina com menos efeitos adversos das que estão sendo administradas no Brasil?

Em diversos públicos, a CoronaVac é a vacina com menos efeitos adversos comprovados em pesquisas e, quando há, são leves como dor no braço, fadiga e febre baixa, ou seja, não precisam de hospitalização. Um estudo publicado na revista científica Lancet Infectious Diseases em agosto de 2021, mostrou que a vacina causou eventos adversos em apenas 29% a 33% das pessoas imunizadas. Outro estudo publicado na revista Vaccines, mostrou que comparada às vacinas de RNA mensageiro, a CoronaVac também causou poucos eventos adversos. O estudo contou com 1.129 pessoas imunizadas com CoronaVac, e apenas 48,1% delas relataram efeitos adversos, diferente da vacina de RNA mensageiro que teve 969 pessoas e houve notificação de 82,7%.


#FAKE Tratamento "detox vacinal" reverte efeitos da vacinação. Médicos negacionistas têm oferecido a altos preços tratamentos falsos de "detox vacinal" e "reversão vacinal", que servem para eliminar supostos efeitos nocivos da vacina. Mas as vacinas não causam nenhum mal à saúde - todas são altamente seguras e eficazes e passaram por rigorosos estudos, analisados por comitês independentes e agências reguladoras, antes de serem disponibilizadas para a população. Os serviços oferecidos por estes médicos não têm embasamento científico e não conferem nenhum benefício ao paciente. 


#FATO Doses de reforço são necessárias para manter proteção contra a Covid. Diversos estudos já mostraram que, com o tempo, a imunidade adquirida com a vacinação contra o SARS-CoV-2 tende a cair, independente da vacina utilizada. Por isso, é muito importante estar com as doses de reforço em dia para continuar protegido. O Ministério da Saúde recomenda uma dose de reforço a partir dos 5 anos e duas doses de reforço para pessoas acima dos 40, que devem ser administradas após 4 meses da última dose.


#FAKE Vacina bivalente de Covid está associada a maior risco de derrame. É falso que a dose bivalente da vacina de Covid-19 aumenta o risco de ter um derrame. A FDA, agência reguladora dos Estados Unidos, chegou a investigar a hipótese após 130 relatos de derrames entre 550 mil idosos que tomaram a Pfizer bivalente, mas não foi encontrada nenhuma relação direta com o imunizante.


#FATO CoronaVac é uma das vacinas contra Covid com menos reações adversas. Dados de farmacovigilância do Butantan comprovaram que a CoronaVac causou eventos adversos em menos de 1% das doses aplicadas em adultos no Brasil. O imunizante também se mostrou muito seguro para crianças, com uma incidência de eventos adversos de 0,76 para 100 mil doses administradas. 

 


VÍDEOS