laboratório de biotecnologia molecular​

 

 Editor de Conteúdo

 

pesquisadores da unidade
Alexandre P. Y. Lopes -alexandre.lopes@butantan.gov.br
Ana Lúcia T. O. Nascimento – ana.nascimento@butantan.gov.br
Dunia Del Carmen Rodriguez Soto – dunia.soto@butantan.gov.br
Elizabeth A. L. Martins - elizabeth.martins@butantan.gov.br
Ivan Pereira Nascimento – ivan.nascimento@butantan.gov.br
Leonardo Paiva Farias – lpfarias2001@yahoo.com.br
Luciana C. C. Leite – luciana.leite@butantan.gov.br
Paulo Lee Ho – paulo.ho@butantan.gov.br

objetivo geral 
Os Laboratórios de Biotecnologia Molecular I a IV são dedicados à expressão de genes heterólogos numa variedade de plataformas (bactérias, leveduras e células de mamífero) para o desenvolvimento de vacinas recombinantes ou biofármacos. São investigados antígenos de Tétano, Pertussis, Pneumococo, Schistosoma, Leptospira e HPV, sendo expressos em Escherichia coli e leveduras para obtenção das proteínas recombinantes, ou em BCG, bactérias lácticas ou salmonela, para constituição de vacinas vivas recombinantes ou em vetores de expressão eucarionte para obtenção de vacinas de DNA. Biofármacos recombinantes também são obtidos por expressão em E.coli ou Leveduras. Projetos de genômica funcional de Leptospira e Schistosoma, além de venenos de serpentes, fornecem subsídios para o desenvolvimento de vacinas, biofármacos e kits de diagnóstico.

Desenvolvimento de vacinas recombinantes
Diferentes antígenos recombinantes vacinais estão sendo investigados para compor vacinas de subunidades, vacinas múltiplas ou como adjuvantes. Estudos envolvendo vacinas vivas expressando antígenos heterólogos em Lactobacilos, Lactococcos, Salmonela e BCG também estão sendo investigados, assim como o potencial uso de vacinas de DNA. Investiga-se o desenvolvimento de vacinas contra Pertussis, Pneumococo, Leptospira, Schistosoma, HPV, entre outras.

Expressão heteróloga de biofármacos
O Laboratório é dedicado à expressão de genes heterólogos numa variedade de plataformas (bactéria, levedura e células de mamífero) para o desenvolvimento de biofármacos: expressão de interferon alfa em E. coli e de glucocerebrosidase em células CHO.

Genômica e transcriptômica funcional
Nos últimos anos, o Centro de Biotecnologia participou de diversos programas de sequenciamento genômico, como Xylella, Câncer, Leptospira e Schistosoma, além do transcriptoma de glândulas de venenos de serpente. Projetos de genômica e transcritômica funcional para Leptospira, Schistosoma e venenos de serpente visam a identificação de proteínas com potencial biotecnológico para o desenvolvimento de vacinas, biofármacos e kits de diagnóstico. Além disso, o grupo se dedica a estudos dos mecanismos imunológicos e patogênese destas doenças, e conhecimento fundamental para o desenvolvimento de novas vacinas.​