laboratório especial de biofármacos em células animais​

 

 Editor de Conteúdo ‭[1]‬

 
responsável pela unidade

Ana Maria Moro – ana.moro@butantan.gov.br

equipe
Maria Teresa Alves Rodrigues – maria.rodrigues@butantan.gov.br
Lilian Rumi Tsuruta – lilian.tsuruta@butantan.gov.br
Mariana Lopes dos Santos – mariana.santos@butantan.gov.br
Angélica Garbuio – angelica.garbuio@butantan.gov.br
André Luís Inocencio – andre.inocencio@butantan.gov.br
Roselaine Campos Targino – roselaine.targino@butantan.gov.br

objetivo geral da unidade
O Laboratório se dedica ao desenvolvimento de anticorpos monoclonais nos formatos murino, humanizado e humano. Rotas tecnológicas relacionadas ao desenvolvimento de processos e levando à produção do anticorpo monoclonal anti-CD3 representaram o início do Laboratório. O anticorpo foi utilizado com a eficiência esperada no controle de rejeição de transplante renal e atualmente é alvo de humanização, com o objetivo de ampliação de seu leque terapêutico potencial. São desenvolvidas linhagens celulares para anticorpos humanizados para tratamento de câncer, com produtividade e estabilidade que permitem escalonamento. Além disso, foi implantada metodologia para obtenção de anticorpos humanos a partir da captura específica de linfócitos B de pessoas imunizadas; desenvolvidas linhagens celulares para anticorpos monoclonais biossimilares; e geradas variantes de anticorpos pela tecnologia de phage display. Projetos em colaboração com empresa farmacêutica para a produção de anticorpos monoclonais biossimilares foram recentemente assinados pelo Ministério da Saúde, através de Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDP).
O Laboratório atua ainda no desenho de genes, clonagem e expressão de anticorpos recombinantes, caracterização bioquímica e funcional para seleção de clones, cultivos em biorreatores, desenvolvimento de processos, purificação e ensaios analíticos.

 

 Editor de Conteúdo ‭[2]‬