Biologia Animal

A pesquisa na Biologia animal é responsável por abranger áreas do comportamento, evolução e biodiversidade dos animais peçonhentos e não peçonhentos. As observações ocorrem em ambientes controlados em laboratório, com objetivo de aprofundar nos campos da sistemática, taxonomia, ecologia e filogenia.

“Antes do veneno, a glândula,

Antes da glândula, o animal,

Antes do animal, a necessidade da vida.

E, para a vida, a Biologia

Biologia que coleta, descreve, identifica, protege e classifica

Biologia que educa e conserva,

Biologia que faz a história, o presente e o futuro do Instituto Butantan”

C:\Users\maisa.casa\Downloads\20180912_180143 (1).jpg
Texto: Antes do veneno, a glândula, Splendore, Maisa, 2018.  Foto: Visita superior do Museu Biológico Instituto Butantan. Splendore, Maisa, 2018.

Pesquisadores

Anita Mitico Tanaka-Azevedo. Tem experiência na área de Bioquímica, com ênfase em purificação de proteínas plasmáticas e proteômica. Atua principalmente nos seguintes temas: Proteínas plasmáticas e venenos de serpentes peçonhentas, hemostasia e antiveneno. Lattes.

 

Antonio Brescovit. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Taxonomia dos Grupos Recentes, atuando principalmente nos seguintes temas: araneae, arachnida, taxonomia, inventário de aranhas. Lattes.

 

Carlos Alberto Gonçalves Silva Jared. Atua na área de Anatomia e Morfologia Comparadas, correlacionada à Biologia e História Natural de anfíbios e répteis. Suas pesquisas estão direcionadas principalmente ao conhecimento das glândulas e estruturas anexas atuando na defesa química, tanto ativa (como a dos répteis), como passiva (como a dos anfíbios). Estuda também a biologia de lagartos e anfisbênias, com ênfase na morfologia de glândulas feromonais, responsáveis pela comunicação química intra e interespecífica. Desenvolve também uma linha de pesquisa objetivando o conhecimento da biologia e história natural de marsupiais brasileiros, com ênfase no seu comportamento ofiófago e na sua resistência natural aos venenos ofídicos.Lattes.

 

Cristina Anne Rheims. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Sistemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Arachnida, Araneae, Sparassidae, Hersiliidae, Scytodidae, Oonopidae, taxonomia e diversidade. Lattes.

 

http://servicosweb.cnpq.br/wspessoa/servletrecuperafoto?tipo=1&id=K4760969Y7 Felipe Gobbi Grazziotin. Tem experiência na área de Genética e Zoologia, com ênfase em Sistemática, Evolução e Genética de Populações, atuando principalmente nos seguintes temas: filogenia molecular, filogeografia, bioinformática, genômica, evolução molecular e taxonomia de serpentes. Lattes.
Foto Flávia Virginio Fonseca. Possui experiência em bioecologia, controle e resistência de vetores; uso de morfometria geométrica para resolução de dimorfismo sexual e complexo de espécies em Culicidae; criação e manutenção de banco de dados relacional. Coordena os cursos de extensão oferecidos anualmente pelo Instituto Butantan: a) Identificação de Insetos, Ácaros e Carrapatos de interesse médico veterinário; b) Coleta, Montagem, Identificação e Conservação de Insetos. Lattes.
Francisco Luís Franco. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Taxonomia de répteis e curadoria de coleções zoológicas, atuando principalmente nos seguintes temas: serpentes, taxonomia, colubridae, distribuição geográfica e xenodontinae. Lattes.

Kathleen Fernandes Grego. Atua em Medicina Veterinária com ênfase especial em Patologia Experimental e Comparada e manutenção e reprodução de serpentes em cativeiro, patologia clínica, doenças parasitárias, medicina preventiva, enfermidades infecciosas e não infecciosas de répteis. Lattes.

 

Maria Cristina Breno. Tem experiência na área de Farmacologia e Fisiologia, com ênfase em Fisiologia Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: receptor acoplado à proteína G e seus mecanismos de sinalização intracelulares; mecanismos de controle do sistema cardiovascular e da reatividade vascular em serpentes: sistema renina-angiotensina; mecanismos de ação de substâncias vasoativas na fisiologia de vertebrados; fisiologia endócrina de órgãos e sistemas em serpentes.Lattes

 

Maria José de Jesus Silva. Atua nas áreas de citogenética convencional e molecular, seqüenciamento gênico, sistemática molecular e biodiversidade de vertebrados. Lattes.

 

Marta Maria Antoniazzi. Tem experiência na área de Anatomia e Morfologia Comparadas, com ênfase em Histologia e Biologia Celular. Atua principalmente nos seguintes temas: biologia e história natural de anfíbios anuros e gimnofionos com ênfase na defesa química através das glândulas   cutâneas, biologia e história natural de marsupiais brasileiros, biologia e história natural de lagartos e anfisbênias com ênfase na comunicação química e morfologia de glândulas feromonais, hematologia comparada, com ênfase na maturação eritrocitária. Lattes.

 

 

Rogério Bertani. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em aracnídeos, principalmente aranhas-caranguejeiras (Mygalomorphae) e aracnídeos de interesse médico, atuando principalmente nos seguintes temas: sistematica de aranhas, biologia de aranhas, comportamento, Mygalomorphae, Theraphosidae, aranha-caranguejeira, aracnídeos de importância médica, Phoneutria, Loxosceles, Latrodectus, Tityus. É autor-senior da descrição da primeira espécie animal brasileira a fazer parte da lista das "TOP 10 NEW SPECIES" publicada pelo "International Institute for Species Exploration", Arizona State University, em 2012 (Pterinopelma sazimai). Lattes.
Otávio Augusto Vuolo Marques. Atua nas áreas de zoologia e ecologia e trabalha principalmente com história natural de serpentes. Em divulgação científica produz material relacionado à sua linha de pesquisa e outras áreas da biologia. Lattes.
Sávio Stefanini Sant Anna. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Herpetologia, atuando principalmente em biologia reprodutiva e comportamento alimentar dos viperídeos brasileiros visando sua manutenção em cativeiro. Lattes.
Selma Maria de Almeida Santos. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Reprodução Animal, atuando principalmente nos seguintes temas: acidentes ofídicos relacionados as variáveis biológicas, reprodução (anatomia e morfologia de órgãos reprodutores), ciclos reprodutivos de serpentes e lagartos e a evolução das estratégias reprodutivas (e.g., estocagem de esperma e modo reprodutivo (ovíparo/ vivíparo). Em comportamento animal estuda as interações sociais durante a época reprodutiva (lutas e rituais de combate entre machos e agregações para acasalamento). Atualmente emprega técnicas de reprodução assistida (ultrassonografia, avaliação do sêmen e inseminação artificial) para manejo e preservação de espécies ameaçadas.Lattes
Valeria Castilho Onofrio Valeria Castilho Onofrio. Atua na linha de Parasitologia Animal, com ênfase em sistemática, biologia, biodiversidade, relação parasita-hospedeiro e transmissão de patógenos em carrapatos. Lattes