Universidades públicas oferecem vagas para medalhistas das olimpíadas de conhecimento, como a de Biologia, que é feita pelo IB

Com o objetivo de elevar a inclusão social e ampliar as formas de acesso aos cursos de nível superior, as universidades públicas paulistas passaram a aceitar em seus cursos de graduação, estudantes medalhistas de olimpíadas de conhecimento, nacionais e internacionais, como a Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB), que é organizada pelo Instituto Butantan. Neste ano, três alunos classificados na OBB foram aceitos na USP por meio desta nova via, batizada pelas universidades como modalidade de "Vagas Olímpicas". 

A seleção será feita de acordo com um sistema de pontuação que tem como base a medalha obtida pelo aluno na competição. USP (Universidade de São Paulo), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e Unesp (Universidade Estadual Paulista) já aderiram ao novo modelo, que permite aos alunos classificados em olimpíadas ingressarem em seus cursos sem passar pelo vestibular, baseando-se apenas no atendimento das exigências de seus respectivos editais, que envolve o histórico de notas, dentre outras coisas. 

Na USP por exemplo, o estudante deverá apresentar o histórico escolar do ensino médio e documentos comprobatórios de sua participação/premiação na olimpíada (há no máximo 2 anos antes do edital de inscrição). O ranqueamento é realizado pela pontuação associada à cada competição. Em caso de empate, há os seguintes critérios de desempate: ordem de prioridade da competição do conhecimento no curso escolhido, média aritmética das notas de Matemática e Português no último ano do Ensino Médio ou ainda a prioridade para quem tiver a maior idade.

 

Olímpiada Brasileira de Biologia (OBB)

A OBB é um projeto educacional e social que acontece há 15 anos com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações. Nesse período, mais de um milhão de alunos participaram da fase nacional e em competições internacionais. Os participantes já conquistaram 67 medalhas e cinco menções honrosas. Nos últimos três anos, sob a realização do Instituto Butantan, as delegações brasileiras conquistaram 18 medalhas e quatro menções honrosas, ou seja, 92% das premiações atingíveis nesse período.

Atualmente, 50% dos participantes que conquistaram medalhas de ouro na OBB e, dessa forma participaram da capacitação pratica oferecida pelo Butantan entre 2017 e 2018, estão nas universidades públicas, em cursos, como biologia e medicina.

 

Confira as vagas olímpicas oferecidas pela USP, Unicamp e Unesp e os cursos que os candidatos que se destacaram nas Olimpíadas podem pleitear:

 

USP

A USP oferece 113 vagas olímpicas no geral e 32 cursos aceitam Olimpíadas de Biologia, sendo 55 vagas, conforme detalhado abaixo:

 

Campus São Paulo:

Educação Física e Saúde (1 vaga), Sistemas de Informação (3 vagas- 1 no matutino e 2 no noturno), Gerontologia(1 vaga), Gestão de Políticas Públicas (2 vagas- 1 no matutino e 1 no noturno), Engenharia Civil (1 vaga), Engenharia Elétrica - Ciclo Básico (1 vaga), Engenharia Mecânica (1 vaga), Engenharia de Minas (1 vaga), Engenharia de Petróleo (1 vaga), Engenharia Naval (1 vaga), Engenharia de Produção (1 vaga), Engenharia Química (1 vaga), Engenharia de Materiais/Metalúrgica - Ciclo Básico (1 vaga), Engenharia Mecatrônica (1 vaga), Engenharia de Computação (1 vaga), Engenharia Ambiental (1 vaga), Engenharia Agronômica (3 vagas), Engenharia Florestal (1 vaga), Gestão Ambiental (3 vagas), Arquitetura e Urbanismo (3 vagas), Design (3 vagas), Farmácia (2 vagas- 1 no integral e 1 no noturno), Bacharelado em Geofísica (3 vagas), Ciências Biológicas (2 vagas- 1 no integral e 1 no noturno), Ciências Biomédicas (3 vagas), Bacharelado em Geologia (1 vaga), Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental (1 vaga), Bacharelado em Oceanografia (1 vaga), Química - Ciclo Básico (3 vagas).

 

Campus Lorena:

Engenharia Bioquímica (1 vaga)

Campus Ribeirão Preto:

Farmácia (3 vagas), Física Médica (3 vagas).

 

Unicamp

A Unicamp oferece 114 vagas olímpicas no geral e 04 cursos aceitam Olimpíadas de Biologia, sendo 06 vagas, conforme detalhado abaixo:

Ciências Biológicas (Integral - 01 vaga); Ciências Biológicas (Licenciatura – noturno – (01 vaga); engenharia ambiental (noturno - 02 vagas); Tecnologia de Saneamento Ambiental (noturno -02 vagas).

 

Unesp

O edital da Unesp ainda será lançado. Das 195 vagas para Olimpíadas, 43 serão na área de biológicas em cursos como ciências biomédicas e licenciatura em ciências biológicas.

 

Para mais informações, o aluno pode acessar os seguintes links:

https://www.fuvest.br/ingresso-usp-competicoes/

https://www.comvest.unicamp.br/vagas-olimpicas-2020/vagas-2020/

https://www2.unesp.br/portal#!/noticia/35190/unesp-abre-195-vagas-adicionais-para-participantes-de-olimpiadas/

 

 

(Fernanda Ribeiro)