Simpósio internacional começa com declarações do Butantan e Sinovac e expectativa de atualização da CoronaVac contra variantes


Publicado em: 10/12/2021

O CoronaVac Symposium, uma iniciativa do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, começou nesta terça (7) com declarações do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, e do presidente da farmacêutica chinesa Sinovac, Weidong Yin.

Dimas Covas disse durante a abertura que o objetivo do evento é levar à comunidade científica os resultados da CoronaVac e afirmou as vantagens da parceria com a Sinovac. “Esse é um simpósio que ajudará e muito a compreensão dessa vacina, uma vacina que muitas vezes foi mal compreendida no Brasil, a vacina que mais ajuda contra variantes, que impede o desenvolvimento das doenças e tem uma imunidade duradoura”, afirmou. 

“A CoronaVac é uma iniciativa que com certeza será um divisor de águas nesse momento. Temos absoluta confiança nessa vacina. Ela já imunizou milhões de brasileiros e iniciou o programa do Brasil. Isso nos deixa profundamente orgulhosos”, completou Dimas. 

 

Nova geração de vacinas

O presidente da Sinovac, Weidong Yin, ressaltou a parceria com o Butantan e disse que o simpósio será uma oportunidade de discutir o desenvolvimento da CoronaVac, cuja cobertura vacinal contra a Covid-19 é a maior do mundo.

“Esperamos ainda mais colaboração com o Butantan para o desenvolvimento rápido de novas vacinas para as novas variantes, imunossuprimidos ou vacinas de reforço, e temos certeza que com essa parceria seremos capazes de enfrentar a Covid 19”, completou. “Como sabemos, mais de 2,3 bilhões de pessoas receberam a CoronaVac em diferentes populações em todo o globo”, disse o CEO da Sinovac.

 

Proteção contra a ômicron

Weidong Yin afirmou ainda que a CoronaVac vem se mostrando eficaz no combate à variante ômicron do novo coronavírus. “Vimos o surgimento de variantes da Covid-19 e a ômicron nos preocupa tanto. A vacina tem se provado eficaz contra essa variante e estamos desenvolvendo um novo imunizante com base na variante.”

De acordo com Dimas, o Butantan e a Sinovac continuam criando novas vacinas, não só a segunda geração da CoronaVac. “Vamos anunciar estudos com alcance de variantes”, afirmou o presidente do instituto. 

 

 

Consulte a programação do primeiro dia do CoronaVac Symposium

Inscreva-se e participe

Saiba mais sobre o evento