Rede de Alerta das Variantes do Butantan identifica aumento dos casos de Covid em quatro regiões de SP

Prefeitura de São Paulo segue recomendações do governo estadual sobre uso de máscara em ambientes fechados


Publicado em: 01/06/2022

A Rede de Alerta das Variantes do SARS-CoV-2, coordenada pelo Instituto Butantan, analisou na 19ª semana epidemiológica cinco regiões do estado de São Paulo e registrou aumento dos casos de Covid-19 em quatro delas: Grande São Paulo, Bauru, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Somente Piracicaba manteve a estabilização nos números. 

Nesta semana foram identificados mais 220 casos e cinco novas variantes da ômicron, BA.4, BA.5, BA.2.6, BA.2.18 e BA.2.23. Em 2022, a linhagem BA.1 da ômicron representa 71,37% das variantes identificadas, seguida pela sua sublinhagem BA.1.1 com 19,31% e pela linhagem BA.2 com 6.03%. 

As análises realizadas pela equipe da Rede de Alerta mostram que a ômicron é a única variante encontrada no estado de São Paulo desde a 6ª semana epidemiológica, no mês de fevereiro. 

Aumento de casos 

Nesta quarta (1), a Prefeitura de São Paulo voltou a recomendar o uso de máscaras em locais fechados e escolas, seguindo a orientação do governo estadual. A decisão foi tomada com base no aumento na positividade dos testes rápidos antígenos para Covid-19. Entre 24 e 30 de abril a taxa era de 4% e, em 30 de maio, a positividade subiu para 18%. 

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) registrou aumento das notificações de síndrome gripal e de casos confirmados da Covid-19 a partir da última semana de abril. Na primeira semana de maio, a secretaria identificou aumento de casos de síndrome respiratória aguda pelo vírus do SARS-CoV-2 e aumento de casos em crianças e adolescentes.