Projeto S imuniza 27 mil pessoas, 98% da população-alvo de Serrana; comunidade continua sendo acompanhada por mais um ano


Publicado em: 12/04/2021

Foi encerrada neste domingo (11), com uma cerimônia oficial na Fundação Cultural de Serrana, a vacinação contra a Covid-19 da população que faz parte do Projeto S, estudo clínico do Butantan sobre o impacto da imunização na contenção da pandemia. Com o fim da aplicação da segunda dose da vacina, a imunização da população de Serrana alcançou 27.150 pessoas, o que indica uma cobertura vacinal de 97,9%.

“Estamos encerrando essa etapa tão importante para conseguir respostas necessárias para a pandemia com a vacina do Butantan”, assinalou Gilberto de Pádua, assessor da Diretoria do Instituto Butantan. "Se eu pudesse resumir o projeto em uma palavra seria intensidade. Tudo no Projeto S foi muito intenso: o planejamento, o desenvolvimento, o número de participantes, as relações, o volume de trabalho", contou o médico Marcos Borges, diretor do Hospital Estadual de Serrana e investigador principal da pesquisa (PI, na sigla em inglês). 

A vacinação deste domingo encerrou um ciclo de oito semanas de imunização da população de Serrana, iniciada em 17/2. O município foi dividido em quatro grupos, e a cada semana um dos grupos era vacinado – nas primeiras quatro semanas, com a primeira dose da vacina; nas quatro semanas seguintes, com a segunda dose. O resultado foram 6.600 pessoas do Grupo Verde vacinadas, 94,2% dos voluntários cadastrados na região; 6.370 moradores do Grupo Amarelo, 94,8% dos cadastrados; 5.928 pessoas do Grupo Cinza, 93,8% dos cadastrados; e 8.202 moradores do Grupo Azul, 99,2% dos cadastrados.

Foram aplicadas 54.872 doses da CoronaVac e registrados 46 eventos adversos graves. No período, houve seis óbitos por Covid-19: cinco pessoas faleceram após tomar somente a primeira dose, e uma pessoa faleceu após tomar a segunda dose (os sintomas começaram a se manifestar dois dias após a aplicação, o que indica que o paciente já estava infectado quando tomou a segunda dose). Entre as pessoas não vacinadas, foram 14 mortes por Covid-19.

O diretor de estudos clínicos do Butantan, Ricardo Palacios, destacou o número de aceitabilidade da vacina, que foi de 97,7% – um indicador expressivo, já que a CoronaVac foi vítima de informações equivocadas e críticas infundadas, inclusive de autoridades, unicamente por ser fruto de uma cooperação com a farmacêutica chinesa Sinovac. 

"Esse número foi alcançado por meio de um trabalho que faz de Serrana um exemplo. Aqui, foi unificada a voz da ciência e das autoridades, tanto de Estado quanto do município, com os entes de saúde, e todos falam a mesma coisa: é importante que as pessoas tomem vacina", resumiu o pesquisador. Para Palacios, o fato de Serrana ter aceitado a vacina indica que a população se apropriou do Projeto S.

Os moradores continuarão sendo acompanhados por mais um ano, tanto os vacinados quanto os não vacinados, especialmente em relação à vigilância de casos de internação e óbito. A expectativa é que as primeiras respostas relacionadas ao estudo clínico comecem a ser obtidas a partir de maio, quando acaba o período de duas semanas após a aplicação da segunda dose necessário para que o sistema imune gere anticorpos.

 

Entenda o que é o Projeto S

Acesse o site (projeto-s.butantan.gov.br)

Siga no Instagram (@projetoserrana)

Ouça o podcast no Spotify

Assista ao documentário no Youtube


Saiba mais:

"Estou emocionada, esperei muito por isso", diz moradora que tomará 2ª dose na última semana de vacinação do Projeto S

92% dos vacinados no primeiro ciclo do Grupo Cinza em Serrana recebem a segunda dose

Vacinação do Grupo Cinza, o terceiro a receber a segunda dose da vacina em Serrana, começa nesta quarta

Projeto S imuniza 12 mil pessoas na segunda semana de aplicação da segunda dose da vacina

Aplicação da segunda dose do Grupo Amarelo do Projeto S começa nesta quarta (24)

Para população de Serrana, participar do estudo realizado pelo Projeto S é “privilégio”