Laboratório Móvel do Butantan vai acompanhar a evolução da variante delta, afirma Dimas Covas


Publicado em: 06/08/2021

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta quarta (4) em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, que o projeto Lab Móvel, laboratório itinerante do instituto capaz de fazer o diagnóstico de Covid-19 e o sequenciamento genômico do vírus SARS-CoV-2, vai monitorar o crescimento da variante delta no estado.

“Todas as variantes preocupam. O estado de São Paulo está mais preparado para fazer a identificação das variantes e estamos trabalhando com a genotipagem, o teste genético das variantes. Neste momento, a variante delta é um número pequeno no estado de São Paulo, 0,6% de todas as variantes. Existe a preocupação porque ela é uma variante que tem uma velocidade de disseminação maior”, comentou Dimas.

O presidente do Butantan lembrou que o Lab Móvel é capaz de fazer mais de 300 exames de genotipagem por dia. “Esse laboratório foi para a cidade de Aparecida para estudar a incidência dessas variantes naquela região”, explicou Dimas. “Estamos fazendo acompanhamento da evolução da variante para que as medidas sejam tomadas, se for necessário”, completou ele.

 

Distribuição de doses

O Butantan entregou também nesta quarta (4) ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, mais 2 milhões de doses da vacina CoronaVac, produzida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Com esta nova entrega, já são 64,849 milhões de doses fornecidas ao governo federal desde 17/1, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As doses são distribuídas para os 26 estados mais o Distrito Federal.

“Temos em solo 30 milhões de doses sendo produzidas além dessas quase 65 milhões que se completam hoje”, afirmou Dimas, ao acompanhar a saída do carregamento da fábrica do Butantan, no início do dia.