Hospital Vital Brazil: atendimento de acidentes por animais peçonhentos é referência nacional e internacional para profissionais de saúde

Unidade orienta profissionais da saúde de diferentes estados e países sobre melhor conduta e envia soros


Publicado em: 28/04/2022

O Hospital Vital Brazil (HVB), localizado no Instituto Butantan, iniciou suas atividades em 1945 e, desde então, se tornou referência nacional e internacional no atendimento de pacientes picados por cobras, escorpiões, aranhas e outros animais peçonhentos. O nome do hospital faz uma homenagem ao fundador do Instituto Butantan e criador de soros antiofídicos, o médico e sanitarista Vital Brazil.

Isso graças aos seus profissionais, especialistas em reconhecer os sintomas associados à picada de um animal, se ele é venenoso ou não e qual soro antiveneno deve ser administrado. Tudo isso aliados a a um grupo de biólogos do instituto que identificam os animais peçonhentos com precisão, seja por fotos ou presencialmente, quando trazem o animal ao hospital.

Essa expertise é o que faz profissionais de saúde do Brasil inteiro e até de outros países procurarem o hospital em busca de informações para o diagnóstico de pacientes ou para encaminhá-los ao HVB para tomarem o soro, afirma a infectologista Fan Wen Hui, gerente de produção de soros do Instituto Butantan, que fez carreira no hospital.

“Profissionais de vários hospitais ligam em busca de informação. Nós fornecemos uma primeira orientação por telefone e pedimos para enviar a foto do animal agressor por WhatsApp, caso tenham, para identificá-lo e assim sugerirmos a conduta e o soro mais adequado”, explica a infectologista.

 

 

Referência nacional e internacional

Durante as orientações, também é comum os médicos do HVB ajudarem profissionais de cidades mais afastadas a encontrarem, além da orientação clínica, os locais onde os soros antiveneno estão disponíveis, explica o médico cirurgião Jefferson Murad, plantonista no HVB.

“Temos um catálogo das cidades que têm estoques de soro e, com isso, informamos às unidades de saúde que estão procurando. Até porque nem sempre é viável encaminhar o paciente para o Hospital Vital Brazil, principalmente os de cidades afastadas da cidade de São Paulo e outros Estados. Quando isso não ocorre, enviamos o soro para a unidade de saúde na Grande São Paulo ou até mesmo para locais mais distantes”.

Segundo o médico, não raro o hospital dá orientação à distância para hospitais de outras regiões do país e mesmo países vizinhos. Por ter disponível médicos 24 horas, a rapidez e agilidade no tratamento é fundamental para a evolução do caso. Além de indicar o antiveneno mais adequado, a orientação para tratamento de suporte, como uso de analgésicos, antibióticos e mesmo procedimentos cirúrgicos podem ser necessários.

 

 

“A recomendação é procurar a unidade de saúde mais próxima em caso de acidente ofídico, mas se tiver condições de vir ao Vital Brazil, qualquer paciente será recebido, avaliado e receberá o soro, se precisar. Depois, caso necessário, ficará internado no hospital até termos certeza que poderá receber alta hospitalar. Inclusive recebemos pacientes que vêm da rede privada para tomar o soro e depois retornam ou não à unidade particular”, explica o cirurgião.

As orientações remotas não impedem pacientes que foram acidentados por animais peçonhentos de procurar diretamente o hospital. Vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS), o HVB é aberto para quem precisar e costuma receber pacientes encaminhados de outros unidades de saúde públicas e até privadas.

Compartilhar estas informações está no DNA do hospital, que oferece a oportunidade de visitas técnicas para profissionais de saúde que queiram aprender a identificar sintomas e o soro correto para picada de cada animal. “O Hospital Vital Brazil é um lugar onde qualquer profissional de saúde têm a oportunidade de ver e estudar estes casos e acompanhar pacientes que precisaram da soroterapia”, afirma Jefferson.

 

 

Expertise reconhecida

O robusto conhecimento sobre terapias para acidentes ofídicos vem de anos de pesquisa clínica promovidas pelo próprio hospital e que alimenta a pesquisa básica sobre o assunto. Tanto que seu nome é referência ao sanitarista Vital Brazil, fundador e primeiro diretor do Instituto Butantan, pioneiro no estudo do tratamento de acidentes por envenenamento por serpentes e um dos maiores sanitaristas do país.

A vocação do hospital para a pesquisa clínica pode ser evidenciada pelas dezenas de artigos científicos publicados ao longo dos anos, alguns deles em parceria com autores internacionais, ampliando o conhecimento sobre as correlações entre os animais, seus venenos e efeitos sobre o organismo humano.

“Com isso, condutas vêm sendo estabelecidas conjuntamente com outros especialistas, sendo também o hospital uma referência na elaboração de manuais e guias de diagnóstico e tratamento dos acidentes por animais peçonhentos”, esclarece a infectologista.

 

 

Hospital Vital Brazil

Telefones: (11) 2627-9529 / 2627-9530

Endereço: Av. Vital Brasil, 1500, ao lado do heliponto