Dose infantil da CoronaVac é a mesma de adultos, o que mostra o quanto ela é segura, diz Sinovac

Estudos clínicos e de vida real mostraram que a mesma fórmula do imunizante se mostrou segura e eficaz em crianças


Publicado em: 18/04/2022

A dose de CoronaVac indicada para crianças é a mesma usada nos adultos, o que demonstra o quanto a vacina é segura para a população pediátrica. Essa possibilidade não é uma coincidência, mas resultado dos estudos clínicos e de vida real que mostraram que o imunizante não causa efeitos adversos graves para os pequenos mesmo usado na mesma quantidade do restante da população. Pelo contrário, os resultados da vacinação infantil com a CoronaVac indicaram uma resposta imune contra Covid-19 ainda maior do que na população adulta e idosa, explica o vice-presidente da farmacêutica Sinovac, Weining Meng.

“Podemos usar a mesma dosagem para crianças sem nenhum risco à segurança. E, para garantir que as crianças tenham uma melhor proteção, nos baseamos nos estudos clínicos nos quais testamos doses até mais altas do que a atual e vimos que a vacina é ainda muito segura para as crianças. Então, não alteramos a dosagem”, disse à reportagem do portal do Butantan.

A CoronaVac, vacina contra Covid-19 do Butantan e da Sinovac, indicada no Brasil para pessoas acima dos seis anos, é administrada em duas doses de 0,5 mL, com intervalo de 28 dias entre elas.

Resposta imune maior do que em adultos

Os resultados de efetividade da CoronaVac em crianças divulgados pelo governo chileno – o país já vacina crianças a partir de três anos com o imunizante – ressaltaram a segurança da CoronaVac para crianças, sobretudo nas de três a cinco anos, e induziram a uma resposta imunológica ainda maior do que nos adultos, explica o vice-presidente da Sinovac. 

“Os dados do mundo real do Chile já demostraram o quão segura e eficaz é a CoronaVac porque usamos a mesma dose para adultos e para as crianças por lá e observamos que a proteção pediátrica é ainda maior do que nos mais velhos, mas a segurança é a mesma.”

Tecnologia conhecida e sem risco de superdosagem

O fato de a CoronaVac ser uma vacina de vírus inativado, plataforma já usada em várias vacinas pediátricas, também explica por que ela é segura para as crianças. Soma-se a isso a vantagem de não precisar mudar frascos ou correr o risco de superdosagem em crianças que forem imunizadas contra a Covid-19, segundo o executivo da Sinovac.

“Todas as vacinas aprovadas são seguras, mas se você observar os detalhes sobre a segurança, por exemplo, em vacinas inativadas, a taxa de reações adversas é muito menor do que as vacinas de RNA mensageiro”, ressalta.

Resultados da CoronaVac em crianças

Uma pesquisa realizada no Chile com 500 mil crianças de três a cinco anos, que tomaram a CoronaVac durante o surto de ômicron, demonstrou que a CoronaVac tem eficácia de 69% contra internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 64,6% contra hospitalização pela Covid-19 e 38,2% contra a infecção. O estudo foi publicado na plataforma de pré-prints Reserch Square e ainda precisa de revisão de pares. 

Outra pesquisa conduzida no Chile demonstrou que a efetividade da CoronaVac em crianças e adolescentes de seis a 16 anos foi de 74,5% para prevenir a infecção, 91% contra hospitalizações e 93,8% para evitar internação em UTI. A efetividade do imunizante contra mortes não foi estimada, pois não foi reportado nenhum óbito nessa faixa etária durante o período do estudo.