Dimas Covas comemora a efetividade da CoronaVac contra a variante delta: “boa notícia”


Publicado em: 18/08/2021

O presidente do Butantan, Dimas Covas, comentou nesta quarta (18) sobre o estudo feito por pesquisadores do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da província de Cantão (Guangdong), na China, sobre a CoronaVac, vacina produzida pelo instituto em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e comemorou os bons indicadores alcançados contra a variante delta (B.1.617.2, indiana).

Saiba mais: Estudo mostra que CoronaVac é eficaz contra casos graves de Covid-19 causados pela variante delta

“É uma boa notícia. Um dos primeiros estudos de mundo real demonstrando a efetividade da CoronaVac contra a variante delta, que é uma variante que preocupa o mundo inteiro nesse momento. E não houve nenhum óbito no grupo que foi vacinado”, disse o presidente do Butantan em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

O artigo sobre a pesquisa, publicado na plataforma de preprints SSRN, ligada à The Lancet, mostra que duas doses da CoronaVac têm entre 69% e 77% de eficácia na proteção contra pneumonia causada por infecção da variante delta do vírus SARS-CoV-2. A pneumonia é um dos desdobramentos mais graves provocados pela Covid-19. 

Entrega de doses

Ainda nesta quarta (18), o Instituto Butantan entregou ao Ministério da Saúde, por intermédio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), mais dois milhões de doses da CoronaVac. Com esta remessa, já são 74,849 milhões de doses fornecidas ao governo federal desde o dia 17/1. Em coletiva logo após a saída das doses, Dimas Covas previu um recorde de envios de doses para a próxima semana. “Já temos oito milhões de vacinas prontas para serem entregues na segunda, quarta e sexta da semana que vem. E mais um lote de vacina, que veio da China, está aguardando para ser liberado.” As vacinas enviadas na manhã desta quarta (18) fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de imunizantes.