Covid-19 é a segunda causa de morte em crianças; veja o infográfico e entenda a importância da vacinação

A partir da aprovação da Anvisa, crianças e adolescentes de seis a 17 anos já podem ser imunizados com CoronaVac


Publicado em: 20/01/2022

As crianças, assim como os adultos, também podem ser infectadas pelo SARS-CoV-2, desenvolver Covid-19, transmitir o vírus para outras pessoas e morrer. Desde o início da pandemia, mais de 1.400 crianças já morreram devido à doença no Brasil. Por isso, a decisão tomada nesta quinta (20) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é tão importante: a partir de agora, crianças e adolescentes de seis a 17 anos já podem ser vacinados com a CoronaVac.

A autorização para uso emergencial da vacina no público pediátrico se deve a diversos fatores: a vacina do Butantan e da farmacêutica chinesa Sinovac tem um altíssimo perfil de segurança, sendo, dentre os imunizantes disponíveis, o que causa menos e mais leves efeitos adversos. Ela é feita com a tecnologia de vírus inativado, uma das mais tradicionais e estudadas, usada em diversas outras vacinas para crianças. Além disso, os ensaios clínicos e os dados de efetividade do uso da CoronaVac no mundo real no Chile e na China já mostraram que a vacina é imunogênica, ou seja, estimula o sistema imune a combater o vírus.