Butantan integra comitê estadual para plano de ações relacionadas ao coronavírus

Na última sexta-feira (31), o Governo do Estado de São Paulo lançou um plano de prevenção e a formação de um comitê estratégico para ações relacionadas ao coronavírus, em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Na ocasião, a Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo instituiu também o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública Estadual (COE-SP) ao qual o Instituto Butantan foi integrado juntamente com outras instituições estaduais, municipais e federais. O anúncio foi feito no Palácio dos Bandeirantes e contou com a presença do diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas.

Para participar do COE-SP, o Butantan destacou um grupo de especialistas em virologia e infectologia. São eles o diretor do Laboratório Multipropósitos, Renato Astray, a diretora do Laboratório de Virologia, Viviane Botosso, e o gerente médico e de produtos e infectologista, Bernardo Gaia. Eles fazem parte de um grupo de contingência criado por meio de portaria do Butantan publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no último dia 24 de janeiro.

“Já participamos de reuniões do COE-SP e junto com o Ministério da Saúde, colocando o nosso know-how, em testes clínicos e produção de vacinas, à disposição, inclusive, para parceiros interessados em desenvolver uma candidata vacinal para a doença. Nesse momento, esse esforço conjunto é importantíssimo para mitigar as complicações desta infecção não só no Brasil, mas no mundo”, afirma Astray.

Em paralelo, o grupo de contingência do Butantan pretende ainda adquirir reagentes para detecção do vírus para estoque. Para tanto, aguarda a definição, pelos laboratórios de referência do Ministério da Saúde, de uma sequência genética padrão que será utilizada em kit diagnóstico.

Além do Butantan, outras importantes instituições integram o COE-SP. Confira a lista completa a seguir:

a) Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde

b) Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”, sendo Diretoria Técnica, Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, Divisão de Doenças de Transmissão Respiratória e Divisão de Infecção Hospitalar

c) Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde

d) Instituto Adolfo Lutz, Diretoria Técnica e Centro de Virologia

e) Coordenadoria de Regiões de Saúde

f) Coordenadoria de Serviços de Saúde

f.1) Instituto de Infectologia Emílio Ribas

g) Coordenadoria de Gestão de Contratos de Serviços de Saúde

h) Coordenadoria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos de Saúde

i) Assessoria de Comunicação Social da Secretaria da Saúde

i.1) Instituto Butantan

j) Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

k) Secretaria da Segurança Pública de São Paulo

l) Coordenadoria de Vigilância em Saúde do Município de São Paulo (Covisa);

m) Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems – SP);

n) Escritório Regional da Anvisa/SP.

 

(Por Luana Paiva)