Butantan fecha acordo para entrega de 10 milhões de doses da CoronaVac para Ministério da Saúde, diz Dimas Covas

Doses são voltadas à imunização de crianças e adolescentes de seis a 17 anos em todo o território nacional


Publicado em: 16/02/2022

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta quarta (16) que o instituto fechou um acordo com o Ministério da Saúde para a entrega imediata de 10 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do Butantan e da Sinovac, para a imunização de crianças e adolescentes em todo o país. A entrega das doses ocorrerá na quinta (17).

“Amanhã entregaremos a totalidade de 10 milhões de doses para os depósitos do Ministério da Saúde. O contrato foi assinado entre a noite de ontem e a manhã de hoje e a liberação será imediata. Estamos nos preparando para fazer essa entrega de 10 milhões que será enviada amanhã de manhã”, disse Dimas durante coletiva de imprensa do governo do Estado de São Paulo, no Palácio do Governo, em São Paulo-SP.

 

Novo pedido à Anvisa

Segundo Dimas, o instituto pretende fazer uma nova solicitação à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de autorização do uso da CoronaVac em crianças a partir de três anos nos próximos dias. 

“Nos próximos 15 dias devemos completar o dossiê da Anvisa solicitando a vacinação do público de três a cinco anos com a CoronaVac e esperamos obter essa autorização e assim poder ampliar a cobertura vacinal para essa faixa etária da população”, disse Dimas.

A CoronaVac foi aprovada para o uso emergencial em crianças e adolescentes de seis a 17 anos pela Anvisa em 20/1, com base em uma criteriosa análise de estudos nacionais e internacionais, que demonstraram que o imunizante é seguro e eficaz para este público. Esses dados também podem ser acessados no Dossiê CoronaVac focado em crianças e adolescentes, lançado em janeiro pelo Butantan.

Mais de 300 milhões de doses da CoronaVac já foram aplicadas em crianças em todo o mundo. Países como China, Chile, Tailândia, Equador e Colômbia já usam o imunizante contra Covid-19 em crianças a partir de três anos.