Butantan envia 10 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde para vacinação de crianças e adolescentes de seis a 17 anos

Instituto oferece mais 20 milhões de doses e reafirma que pedirá liberação da vacinação para crianças a partir de 3 anos


Publicado em: 17/02/2022

O Instituto Butantan enviou, na manhã desta quinta (17), 10 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do Butantan e da Sinovac, para o centro de distribuição do Ministério da Saúde, no aeroporto de Guarulhos, na grande São Paulo. O lote é destinado à vacinação da população de seis a 17 anos em todo o Brasil. 

O superintendente da Fundação Butantan, Reinaldo Sato, disse que a entrega é um passo importante para a continuidade da imunização das crianças e adolescentes contra Covid-19 no país e afirmou que o instituto ofereceu mais 20 milhões de doses da CoronaVac ao governo federal para vacinar todas as crianças que necessitarem. 

“Essa entrega representa uma vitória para o Instituo Butantan porque vai permitir a vacinação de crianças e adolescentes, e isso é muito importante para o futuro do Brasil, principalmente agora que as aulas presenciais começaram”, afirmou Sato. 

Além de Sato, estiveram presentes Raul Machado Neto, diretor de estratégia institucional, e Gilberto Guedes de Pádua, assessor da diretoria.

 

Vacinação de crianças de três a cinco anos

Durante a entrega, Sato disse também que o instituto segue com seu objetivo de pedir nova autorização à Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa) do uso da CoronaVac em crianças de três a cinco anos, reafirmando o que disse nesta quarta (16) o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas

O estudo preliminar que está sendo realizado no Chile será enviado para o Butantan e, a partir dele, uma equipe técnica vai elaborar o relatório para ser enviado à Anvisa em até 20 dias.

A CoronaVac foi aprovada para o uso emergencial em crianças e adolescentes de seis a 17 anos pela Anvisa em 20/1, com base em uma criteriosa análise de estudos nacionais e internacionais, que demonstraram que o imunizante é seguro e eficaz para este público. Esses dados também podem ser acessados no Dossiê CoronaVac focado em crianças e adolescentes, lançado em janeiro pelo Butantan.

Mais de 300 milhões de doses da CoronaVac já foram aplicadas em crianças em todo o mundo. Países como China, Chile, Tailândia, Equador e Colômbia já usam o imunizante contra Covid-19 em crianças a partir de três anos.